terça-feira, 3 de abril de 2012

Aceitação

Aceita um café?
Cineminha no final da tarde?
Baile de formatura?
Aceita um elogio, moça bonita?
Trabalhar numa pousada em Tiradentes?
Balinha pra adoçar a vida?
Aceita esse moço como seu legítimo esposo?
Quem sabe um cadinho de bolo?
E quando o tempo fechar, aceita um pouco de chuva?
Céu cinzento, lamento.
Ombro amigo, plantão 24 horas.
Rugas de expressão, aceita?
Incompatibilidade de gênio, sim ou não?
Briga de irmão.
Silêncio e sermão.
A vida é assim, desculpe a franqueza.
Mas também é uma beleza.
Pamonha, pamonha, pamonha.
Quem vai querer?
Pára de brigar com o que você não pode mudar.
Aceitação, diz o refrão.
Aceita-ação, meu irmão.
A-CEI-TA-ÇÃO, Conceição.
Aceita?
Sim ou não?

14 comentários:

  1. Adorei!! Como sempre, seus textos são simples e brilhantes.

    ResponderExcluir
  2. Que bom, Angélica, fico feliz!...
    Mais um cafezinho?

    ResponderExcluir
  3. Eu aceito um cafezinho e um pedacinho de bolo bem mineiro! Ôoo delícia essa nossa terra!
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  4. Tô com você, Ana!
    Sou uma quitandeira de primeira!
    Muitos beijos

    ResponderExcluir
  5. E uma página de abertura, aceita?

    ResponderExcluir
  6. Se eu aceito?!?!?!
    Já estou é implorando, PC!!!
    Cadê? Cadê? Cadê?!!!!

    ResponderExcluir
  7. aceita uma pedra? com doce e mistério?..aceita uma amizade bem acabada? aceita uma humana bem intencionada?.

    ResponderExcluir
  8. Eis a complexidade da palavra ACEITAÇÂO,moça!a vida nos remete tantas complexidades!...casa, filhos, esporte, melhor atriz, café e bolo de maracujá!..café ou bolo de fubá! Ora bolas, virei daqui ou acolá! Aceita?...se aceitar repita mais transgressões ou impressões..inspire-se no ar! No aflorar! No amar!Inspire-se nos mais arredios contrapontos,pois são os contrapontos que nos dão direito de dizer o que nos remetem ás interrogações ou todo o resto.Abraço com carinho.

    ResponderExcluir
  9. Como não aceitar, Anônimo?!
    Obrigada pela visita, volte sempre!
    Abraço,

    ResponderExcluir
  10. Seu depoimento já virou poema, Fabiana!
    Coisas lindas pra gente aceitar, a começar pela complexidade da vida!
    Abraço carinhoso,

    ResponderExcluir
  11. li varias vezes, como nao pensamos nisso naturalmente nao é? aceitar ou nao eis a questao.
    adorei.
    Marileia

    ResponderExcluir
  12. Pode ser mais simples do que a gente imagina, Marileia.
    Obrigada pela visita, e ACEITE o meu convite de voltar sempre que quiser!

    ResponderExcluir
  13. Kênia Mara da Rocha16 de maio de 2012 21:51

    Renata,

    a carapuça serviu direitinho. Até que enfim estou percebendo minha resistência em aceitar o que a vida se dispôs a me oferecer. O tempo de Deus nem sempre é o mesmo que o nosso. Mas, como é difícil aceitar. Ao mesmo tempo, se não houver aceitação não nos entregamos por inteiro à vida. Então, vamos lá: aceitar, buscar, aprender, viver...

    Seus textos são como vc, sempre doces. Parabéns! Ah, e o livro ficou lindo... Estou degustando e aproveitando cada gostinho.

    Beijos,

    Kênia.

    ResponderExcluir
  14. Kênia querida,
    Aceitar é um verbo que abre janelas até então fechadas. Fácil não é, mas precisamos aprender...
    Fico feliz que esteja gostando do livro!
    Abraço carinhoso!

    ResponderExcluir