domingo, 22 de agosto de 2010

Dor de esTUDO

Hoje tá doendo tudo lá em casa.
Tem dor de barriga, dor de dente,
dor de pé, dor de cabeça,
dor de sono, dor de tudo e mais alguma coisa.
Estou ensinando o Léo a estudar pras provas.
Dói cada vez que ele  abre o livro.

10 comentários:

  1. Eu sou o Léo. Morri de rir quando li isso aqui!
    LEONARDO FELDMAN

    ResponderExcluir
  2. Vai estudar, menino!
    Um beijo, um aperto, um montão de cosquinha no pé!

    ResponderExcluir
  3. E como dói, Renata! No segundo ano de vestibular pra medicina, é inevitável não me identificar com o escrito acima! Me senti o próprio cão da imagem!

    PS.: Adorei o comentário do Léo! Nunca o vi passando por aqui...

    Um beijo nos dois!

    ResponderExcluir
  4. Ana querida,
    Não sabia que você estava tentando vestibular para medicina...
    Que sufoco, vou caprichar na torcida, viu?
    Tanto esforço e tanta dor um dia serão recompensados, você vai ver!...
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ré vc devia ter ido pro sítio garanto que o Léo não teria dor alguma.Sentimos muita falta de vcs,quanto as dores deixa comigo que na terça passa tudinho.Ele vai dar um show na quarta. Beijinhos nesta mãezonha...

    ResponderExcluir
  6. Dor? No sítio? Só se fosse de tanto subir no pé de amora!!!
    O que não faltou foi vontade, comadre, mas a responsabilidade falou mais alto, não teve jeito...
    Beijo no seu coração!

    ResponderExcluir
  7. Mas você é corajoso, rapá.
    Fosse filho meu já tinha entrado no cacete.
    PARA DE FAZER HORA E VAI ESTUDAR!!!
    A-GO-RI-NHA!!!

    Diogo, na segunda do segundo grau, esteve na bica de tomar pau de vez. A salvação era tirar total na prova.
    Tirou!
    Fiquei com ódio, do vagabundo...

    ResponderExcluir
  8. Ah, Diogo, deixou seu pai traumatizado, hein?Nunca vi ele tão bravo assim!...
    (Daqui a pouco manda o Léo ajoelhar no milho!... (Rsssss)

    ResponderExcluir
  9. Ai que bom, Renata! Torcidas assim são sempre bem vindas!
    Beijo, querida.

    ResponderExcluir
  10. Figa com a mão e com o pé, Ana!
    Beijos

    ResponderExcluir